O Monte Agraço Futebol Clube

HISTÓRIA
Estava-se no ano de 1916.
O futebol começava a despontar, e a atrair a juventude.
Em Torres Vedras, já existia uma equipa de futebol, e, devido à “rivalidade” que naquele tempo havia entre vilas vizinhas, um sobralense, de seu nome José Cândido França Borges, meteu ombros à árdua tarefa de formar uma equipa de futebol no Sobral de Monte Agraço.
Contactou os seus amigos, Manuel Borges Faria, Henrique Jorge Ribeiro, Júlio Lopes, Armando Cordeiro, Matias Cordeiro e João Ferreira Dias, e, todos juntos, com um elevado espírito de amizade que os unia, após várias reuniões que fizeram, resolveram formar o Monte Agraço Futebol Clube.
O primeiro equipamento que foi comprado com as suas próprias economias, tinha camisola às riscas verticais vermelhas e brancas.
O primeiro campo de futebol do Monte Agraço, situava-se onde presentemente, se conhece por “Campo da Feira”. O campo era muito pequeno, e além, disso, devido a muitas dificuldades que naquele tempo existiam, havia árvores no meio do improvisado campo, o que dificultava a prática do futebol, mas o principal era competir, apesar de todas as dificuldades que tinham de enfrentar.
Em 4 de Julho de 1921, o Monte Agraço foi reorganizado, passando a ter além da sua equipa de futebol, uma equipa de ciclismo, da qual fazia parte entre outros, Diamantino Augusto Marques, que foi o vencedor da primeira volta ao Ribatejo, e seus irmão António Augusto Marques e Manuel Augusto Marques.
E, claro, o Monte Agraço foi ganhando provas em que participou.